Albert Pike

     

   Autores

   
Obras do Autor

   Obras Digitais

O Pórtico e a Câmara do Meio

   
Albert Pike, um dos mais destacados Soberanos Grandes Comendadores do Supremo Conselho dos 33 Graus do Rito Escocês Antigo e Aceito da Jurisdição Meridional dos Estados Unidos da América, líder do Supremo Conselho por trinta e dois anos ininterruptos, surge na História da Franco-Maçonaria como um dos mais importantes expoentes intelectuais. Foi um dos mais eruditos e importantes sistematizadores da história e dos Graus Simbólicos e Filosóficos do Rito Escocês Antigo e Aceito, transcrevendo em suas principais obras toda a liturgia e os procedimentos ritualísticos dos Graus Escoceses.

Albert Pike nasceu em Boston e foi criado em Little Rock, no Arkansas. Lá, participa em 1848 da Guerra do México e entre 1861 e 1862 da Guerra Civil Norte Americana, onde galga o posto de General de Brigada, liderando um batalhão, formado por indígenas. Após a Guerra Civil, em 1868, instala-se na capital federal, Washington D.C., onde passa o resto dos seus dias, exercendo a advocacia, sendo um dos grandes defensores da campanha abolicionista norte americana, bem como da causa indígena.

Foi iniciado em 1850, na Loja Western Star, em Little Rock. Em 1853, Albert G. Mackey lhe confere os Graus Filosóficos do 4º ao 32 do Rito Escocês Antigo e Aceito, em Charleston, sede da jurisdição meridional; em 1857, Pike recebe o grau 33 e em 1859 é eleito Soberano Grande Comendador, ocupando este cargo até o fim dos seus dias, com competência e autoridade sem paralelos, realizando uma ampla reforma no Rito Escocês Antigo e Aceito.

Mesmo antes de ser eleito Soberano Grande Comendador, Pike assumiu uma das lideranças intelectuais do Rito Escocês Antigo e Aceito, ao lado de outro eminente estudioso, Albert G. Mackey, sendo que este último dedicou uma de suas maiores obras, o Léxico da Franco-Maçonaria, de 1869, a Albert Pike, em seu prefácio.

Ao unir-se ao Supremo Conselho da Jurisdição Meridional, Albert Pike encontrou uma situação caótica: os Rituais encontravam-se tão desorganizados que muitas Lojas adotaram procedimentos ritualísticos próprios; a estrutura administrativa do Supremo Conselho não possuía qualquer controle sobre seus membros e os serviços de benemerência inexistiam.

Pike, nesta tarefa hercúlea a que se propôs, fortaleceu os ensinamentos do Rito Escocês Antigo e Aceito, expurgando todo o sectarismo e adversidade política do conteúdo dos Rituais, estabelecendo uma rota de desenvolvimento intelectual, o que colocou o Supremo Conselho da Jurisdição Meridional na posição de mais influente e atuante de todo o mundo. Ele engrandeceu o conteúdo das Instruções aos diversos Graus com um amplo conhecimento das culturas antigas – conhecia fluentemente sânscrito, hebraico, grego e latim – fundamentando e comprovando o que antes era apenas perceptível em nossos Rituais.
   
Affonso Romano de Sant`Anna
Afonso Rodrigues de Aquino
Albert Pike
Alberto José Marchi Macedo
Alejandro Maciel
Almir Correia
Anne Brontë
Bram Stoker
Celso Abrahão
Charles Dickens
Charlotte Brontë
Christopher Knight
Cláudio Cruz
Dante Alighieri
Eça de Queirós
Elizabeth Gaskell
Emily Brontë
F. Scott Fitzgerald
Fábio Cyrino
Fernando Klein
Gaston Leroux
Guy de Maupassant
Henry James
Henryk Sienkiewicz
Herman Melville
Jane Austen
Johann Wolfgang von Goethe
John Buchan
John Donne
Jonas Ribeiro
José Castellani
Joseph Conrad
Jules Verne
L Frank Baum
Lew Wallace
Ligia Maria F. Cyrino
Luís Filipe Sarmento
Luís Vaz de Camões
Márcio Tadeu Anhaia de Lemos
Mary Shelley
Oscar Wilde
Percy Shelley
Regina Drummond
Ricardo Maffia
Richard Francis Burton
Robert Lomas
Robert Louis Stevenson
Rudyard Kipling
Sérgio Olímpio Gomes
Tânia Mara Marques Granato
Thomas Carlyle
Vasco Graça Moura
Virginia Woolf
Vitor Alexandre Chnee
William Shakespeare