L Frank Baum

     

   Autores

   
Obras do Autor

   Obras Impressas

O Maravilhoso Mágico de Oz

   
Lyman Frank Baum (15 de Maio, 1856 - 6 de Maio, 1919) escritor, dramaturgo, jornalista e empresário artístico norte-americano. Foi criador de um dos mais populares livros já escritos na literatura americana infantil – O Mágico de Oz. Em 1897 ele tornou-se membro da Sociedade Teosófica, incorporando frequentemente em seus livros temas e símbolos desta doutrina. Em julho de 1888, após uma série de fracassos comerciais, Baum e sua esposa mudaram-se para Aberdeen, no estado de Dakota do Sul, onde se dedica ao comércio local falindo logo em seguida. Esse fato o leva a fundar um jornal local, atividade que já desenvolvia na Costa Leste dos EUA, o “The Aberdeen Saturday Pioneer”, aonde ele escreveu uma famosa coluna denominada "Nossa Terra Senhora". A descrição do Kansas, feita por Baum em "O Maravilhoso Mágico de Oz", é baseada em suas experiências no Dakota do Sul. Depois que seu jornal faliu em 1891, ele e sua família mudaram-se para Chicago, Illinois, onde Baum conseguiu trabalho como repórter para o “Evening Post”, trabalhando também como caixeiro-viajante. Em 1897, incentivado pela família, escreveu e publicou um livro infantil – “Mamãe Ganso em Prosa” uma coleção de rimas escritas em prosa. “Mamãe Ganso” foi um estrondoso sucesso, o que permitiu a Baum deixar seu trabalho de caixeiro-viajante.

Em 1899, Baum fez uma parceria com o ilustrador W. W. Denslow, para publicar a continuação de seu livro anterior: "Papai Ganso", uma coleção de poesias infantis em estilo non-sense, em contraposição a uma série de livros intitulados "Mamãe Ganso", editados nos EUA e Inglaterra, sem adotar este título já repetido. O livro foi um sucesso, tornando-se o best-seller infantil do ano. Em 1901, Baum e o ilustrador Denslow publicaram “O Maravilhoso Mágico de Oz”. O livro permaneceu na lista dos mais vendidos por dois anos consecutivos.

O sucesso de O Mágico de Oz entusiasmou Baum e Denslow a, em 1901, publicarem “Dot e Tot na Terra da Maravilhas”. O livro foi um dos maiores fracassos literários de Baum, o que foi uma das causas do rompimento de sua parceria com Denslow. Muitas vezes durante o desenvolvimento da série de Oz, Baum declarou que havia escrito seu último livro dedicando-se a outros livros de fantasia e ficção baseados em outras terras mágicas, incluindo “A Vida e as Aventuras de Papai Noel” e “A Rainha Zixi de Ix”. Esses fracassos editoriais levaram o autor a publicar a continuação das histórias de Oz: “A Maravilhosa Terra de Oz” e mais 11 títulos envolvendo os personagens e as aventuras dos personagens do primeiro livro.

Seu nome passa a ser sinônimo de Oz e para se distanciar de seus personagens passa a também publicar uma série de livros e histórias para adultos com pseudônimos, sendo revelada sua verdadeira identidade apenas quando o mesmo faleceu em 1919.
   
Affonso Romano de Sant`Anna
Afonso Rodrigues de Aquino
Albert Pike
Alberto José Marchi Macedo
Alejandro Maciel
Almir Correia
Anne Brontë
Bram Stoker
Celso Abrahão
Charles Dickens
Charlotte Brontë
Christopher Knight
Cláudio Cruz
Dante Alighieri
Eça de Queirós
Elizabeth Gaskell
Emily Brontë
F. Scott Fitzgerald
Fábio Cyrino
Fernando Klein
Gaston Leroux
Guy de Maupassant
Henry James
Henryk Sienkiewicz
Herman Melville
Jane Austen
Johann Wolfgang von Goethe
John Buchan
John Donne
Jonas Ribeiro
José Castellani
Joseph Conrad
Jules Verne
L Frank Baum
Lew Wallace
Ligia Maria F. Cyrino
Luís Vaz de Camões
Márcio Tadeu Anhaia de Lemos
Mary Shelley
Oscar Wilde
Percy Shelley
Regina Drummond
Ricardo Maffia
Richard Francis Burton
Robert Lomas
Robert Louis Stevenson
Rudyard Kipling
Sérgio Olímpio Gomes
Tânia Mara Marques Granato
Thomas Carlyle
Vasco Graça Moura
Virginia Woolf
Vitor Alexandre Chnee
William Shakespeare