Guy de Maupassant

     

   Autores

   
Obras do Autor

   Obras Impressas

Bel-Ami de Guy de Maupassant

   Obras Digitais

Bel-Ami de Guy de Maupassant

   
Henry René Albert Guy de Maupassant (5 de agosto de 1850 – 6 de julho de 1893) foi um escritor, cronista, dramaturgo e poeta francês com predileção para situações psicológicas e de crítica social com temática naturalista, contemporâneo de Gustave Flaubert, Émile Zola e Ivan Turgenev. Maupassant destacou-se também pelos seus contos de terror, gênero no qual é reconhecido como sendo um dos grandes mestres do século 19, ao lado de Edgar Allan Poe. Nesses contos, narrados com um estilo ágil e nervoso, repleto de exclamações e símbolos de interrogações, encontram-se as preocupações do escritor com a obsessiva presença da morte e do sobrenatural. Porém, é em seus romances que Guy de Maupassant concentra todas as suas observações dispersas em seus contos. Seu segundo romance, “Bel-Ami”, lançado em 1885, atinge 37 tiragens em apenas quatro meses. A repercussão da história tornou Maupassant um dos maiores intelectuais de sua época, levando-o a declarar, de modo satírico, que “Bel-Ami foi eu!”. Suas obras são marcadas por um estilo próprio, descritivo, naturalista e realista. Sua aversão natural à sociedade, aliada à sua saúde frágil, é retratada por meio da solidão e da meditação. Suas longas viagens à Argélia, Itália, Inglaterra e às regiões da Córsega, da Bretanha e da Sicília, produzem relatos de viagens esplendorosos, realizados sobretudo a bordo do seu iate particular, o “Bel-Ami”, a partir de 1885. Seu sucesso alcançado abriu as portas do mundo literário francês, permitindo que este convivesse com as grandes celebridades de seus tempo, como os escritores Alexandre Dumas Filho e Zola e o filósofo Hippolyte Adolphe Taine.
   
Affonso Romano de Sant`Anna
Afonso Rodrigues de Aquino
Albert Pike
Alberto José Marchi Macedo
Alejandro Maciel
Almir Correia
Anne Brontë
Bram Stoker
Celso Abrahão
Charles Dickens
Charlotte Brontë
Christopher Knight
Cláudio Cruz
Dante Alighieri
Eça de Queirós
Elizabeth Gaskell
Emily Brontë
F. Scott Fitzgerald
Fábio Cyrino
Fernando Klein
Gaston Leroux
Guy de Maupassant
Henry James
Henryk Sienkiewicz
Herman Melville
Jane Austen
Johann Wolfgang von Goethe
John Buchan
John Donne
Jonas Ribeiro
José Castellani
Joseph Conrad
Jules Verne
L Frank Baum
Lew Wallace
Ligia Maria F. Cyrino
Márcio Tadeu Anhaia de Lemos
Mary Shelley
Oscar Wilde
Percy Shelley
Regina Drummond
Ricardo Maffia
Robert Lomas
Robert Louis Stevenson
Rudyard Kipling
Sérgio Olímpio Gomes
Tânia Mara Marques Granato
Thomas Carlyle
Vasco Graça Moura
Virginia Woolf
Vitor Alexandre Chnee
William Shakespeare