Moby Dick: A Baleia
Moby Dick: A Baleia
Autor
Herman Melville
Tradução e notas
Vera Silvia Camargo Guarnieri
Adaptação
***************
Ilustrador
***************
Idioma
Português-Inglês
Lançamento
01/2012
Acabamento
Capa Dura
Formato
16cm x 23cm
Páginas
528
Peso
860 g
ISBN - Livros
ISBN 9788580700145
ISBN - Digital
ISBN 9788580700138
Compre Agora

Versão Física
Versão digital
Sinopse
Uma das obras máximas do Romantismo norte-americano, “MOBY DICK” foi escrito pelo escritor norte-americano Herman Melville e publicado originalmente em três fascículos com o título “A Baleia”, em Londres, em 1851, e ainda no mesmo ano em Nova York em edição integral. Somente a partir de sua segunda edição que ganha seu título definitivo, “MOBY DICK”.

O livro foi revolucionário para a época, com descrições intricadas e imaginativas das aventuras do narrador Ismael, suas reflexões pessoais, e grandes trechos de não-ficção, sobre variados assuntos, como baleias, métodos de caça, tradições navais, detalhes sobre as embarcações, funcionamentos e armazenamento de produtos extraídos das baleias. Apesar dessas características, a obra foi inicialmente mal-recebida pela crítica literária, assim como pelo público, mas com o passar do tempo tornou-se uma das mais respeitadas obras da literatura em língua inglesa.

Inspirado pelas experiências pessoais do autor e por outros acontecimentos que marcaram o período, “MOBY DICK” representa, além de uma complexa narrativa de ação, uma profunda reflexão sobre o confronto entre o homem e a natureza, ou segundo alguns especialistas, entre o homem e o Criador, reforçada pela ‘universalidade’ dos tripulantes do navio “Pequod”, o que sugere uma representação mais ampla de toda a Humanidade. O “Pequod” é comandado pelo misterioso e autoritário capitão Ahab, um experiente marinheiro, cuja perna mutilada fora decepada por uma baleia. Depois de vários dias sem ser visto, o misterioso Ahab surge no convés e revela a sua tripulação que o objetivo primordial da viagem, além da caça às baleias em geral, é a perseguição tenaz à Moby Dick, enorme mostro marinho que o privou de sua perna.

Obra de profundo simbolismo, MOBY DICK inclui referências a temas diversos como religião, biologia, idealismo, pragmatismo e vingança.

Quem será o vencedor desta luta? A razão humana ou a sede de vingança?

Conheça mais sobre Herman Melville


(1819-1891)

Foi um escritor, poeta e ensaísta estadunidense, e embora tenha obtido grande sucesso no início da sua carreira, a sua popularidade foi decaindo ao longo dos anos. Faleceu quase completamente esquecido, sem conhecer o sucesso que a sua mais importante obra, o romance "Moby Dick", alcançaria ao longo do século XX.

Foi com o pseudônimo de L.A.V. que Herman Melville publicou, em 1839 uma composição intitulada "Fragmentos Literários de uma Escrivaninha", trabalho com inclinações românticas e de cunho simples e um estilo ainda indefinido. Essa publicação não trouxe a Melville uma crítica positiva e resolve abandonar a cidade e o pseudônimo. Sem muitas perspectivas, no mesmo ano, é empregado, graças ao seu irmão mais velho, no navio ‘St. Lawrence’. Anos mais tarde, retornou a Nova Iorque praticamente falido, o que o faz embarcar em um navio baleeiro. Toda essa experiência da luta dos homens contra as baleias marcou o espírito de Melville.

A partir de 1851, na placidez da fazenda comprada em Pittsfield, ao lado da esposa e dos filhos, terminou a história baseada nas suas experiências vividas no baleeiro Acushnet, contando as aventuras do Capitão Ahab, louco de dor e solidão, comandante do baleeiro Pequod contra a baleia branca Moby Dick, obra recebida pela crítica da época como um romance superficial. O livro, dividido em três volumes, foi publicado em 1851 com o título de "A baleia" e não obteve sucesso de crítica, tendo sido considerado como um dos principais motivos para o declínio da carreira do autor. A sua obra, pouco entendida na época pelo público em geral, compreendeu ainda "Pierre ou as Ambiguidades", "Benito Cereno", "Contos da Praça", "Homem-Confidência", "Diário dos Estreitos", "Do Alto de uma Casa", "Réquiem", "Clarel" e "Billy Budd".

Melville morreu em sua casa, de um ataque cardíaco, pouco depois da meia-noite do dia 28 de setembro de 1891, praticamente esquecido por todos.



Do mesmo autor



EDITORA LANDMARK LTDA.
Rua Alfredo Pujol, 285 - 12º andar - Santana - 02017-010 – São Paulo - SP - Brasil
Tel.: +55 (11) 2711 2566 / 2950 9095

editora@editoralandmark.com.br