Sobre Heróis
Sobre Heróis
Autor
Thomas Carlyle
Tradução e notas
***************
Adaptação
***************
Ilustrador
***************
Idioma
Português
Lançamento
07/2020
Acabamento
Capa Dura
Formato
16cm x 23cm
Páginas
320
Peso
420 g
ISBN - Livros
ISBN 9788563718000
ISBN - Digital
ISBN 9788563718000
Lançamento Breve
Sinopse
Seis ensaios de Thomas Carlyle, publicados em 1841 e baseados em uma série de palestras realizadas em 1840. As palestras que glorificavam os grandes homens através da História, foram extremamente populares. Nos ensaios ele discute os diferentes tipos de heróis e oferece exemplos de cada tipo, incluindo divindades dos mitos pagãos, profetas religiosos, poetas, sacerdores, homens de letras e governantes.

Um dos maiores e mais contundentes historiadores da Era Vitoriana, Thomas Carlyle foi presciente sobre a importância do heroísmo na definição da ambição das nações e de seus povos.

Sua obra, "Sobre Heróis: O heroismo e a veneração do herói na História" é pioneiro no estabelecimento dos estudos históricos sobre a formação das figuras emblemáticas da Humanidade. Desde suas primeiras páginas, a obra reconhece a íntima relação entre heroísmo e mito. A partir da lenda de Odin, deus supremo da mitologia nórdica, Carlyle descreve as diversas formas que o heroísmo pode adotar: através dos deuses, dos poetas, dos guerreiros, dos sacerdores, profetas e reis. Sua ênfase nas grande obras dos grandes homens limita-se às presunções vitorianas: as mulheres sequer são mencionadas e pouca atenção é dada à realização da cooperação. Mas Carlyle ultrapassa esses limites da melhor forma possível à época, assegurando que as pessoas possuem escolhas e tornando nítido o papel que o heroísmo possuí na inspiração e condução dessas mesmas pessoas.

Na visão de Carlyle, somente os indivíduos dinâmicos poderiam produzir e dominar os eventos através de suas energias cativantes e espirituais: uma vez que as fórmulas ideológicas substituíram o papel do "herói", a sociedade tornou-se desumanizada. Essas ideiais foram influentes no desenvolvimento do Socialismo, mas segundo alguns estudiosos de suas obras, também foram determinantes na criação do Fascismo.
Compre em Nossos Parceiros

Conheça mais sobre Thomas Carlyle


(1795-1881)

Escritor, historiador e ensaísta escocês, foi educado para ser pastor protestante e estudou na Universidade de Edimburgo, onde entrou em contato com os grandes escritores alemães; traduziu "Wiljelm Meister", de Goethe e escreveu uma "Vida de Schiller", além de uma história da literatura alemã, que deixou inacabada.

A publicação de "Sartor Redartus", romance bastante original, não despertou grande atenção, enquanto que "História da Revolução Francesa", publicada algum tempo depois, marcou o início de seu imenso prestígio como escritor. Considerada sua obra-prima, é também um importante marco na historiografia romântica. Por essa época também escreveu, "Chartism", de 1839 e "Past and Present", de 1843. Suas ideias de que a história pode ser interpretada através da vida dos heróis e dos líderes serviu-lhe de base para uma série de obras importantes: "Oliver Cromwell's Letters and Speeches" (Cartas e discursos de Oliver Cromwell), de 1845; "Life of John Sterling" (Vida de John Sterling), de 1851; "History of Frederic II of Prussia" (Vida de Frederico II da Prússia), que escreveu entre 1858-65.

Foi um dos poucos filósofos que testemunharam as transformações sociais produzidas pela Revolução Industrial; apesar disso, manteve uma visão do mundo transcendental e não-materialista. As suas obras incluíram a capacidade transformacional das pessoas dentro do campo religioso, ao lado da literatura e da ciência política. Na visão de Carlyle, somente os indivíduos dinâmicos poderiam produzir e dominar os eventos através de suas energias cativantes e espirituais: uma vez que as fórmulas ideológicas substituíram o papel do "herói", a sociedade tornou-se desumanizada. Essas ideias foram influentes no desenvolvimento do Socialismo, mas segundo alguns estudiosos de suas obras, também foram determinantes na criação do Fascismo.

Carlyle, em seus últimos anos de vida, rompeu com amigos e aliados, sobretudo Mill e Emerson. A sua crença na importância da liderança heroica foi explicitada em seu livro "Sobre Heróis: O heroísmo e a veneração do herói na História", na qual compara uma grande gama de figuras heroicas de diferentes tipos, incluindo Oliver Cromwell, Odin, William Shakespeare e o profeta Maomé.



Do mesmo autor



EDITORA LANDMARK LTDA.
Rua Alfredo Pujol, 285 - 12º andar - Santana - 02017-010 – São Paulo - SP - Brasil
Tel.: +55 (11) 2711 2566 / 2950 9095

editora@editoralandmark.com.br