Salomé
Salomé
Autor
Oscar Wilde
Tradução e notas
Doris Goettems
Adaptação
***************
Ilustrador
Aubrey Beardsley
Idioma
Português-Francês-Inglês
Lançamento
05/2019
Acabamento
Capa Dura
Formato
16cm x 23cm
Páginas
250
Peso
300 g
ISBN - Livros
ISBN 9788580700000
ISBN - Digital
ISBN 9788580700000
Lançamento Breve
Sinopse
Oscar Wilde, apesar de atualmente ser mais conhecido por seus coletânea de contos, como “O PRÍNCIPE FELIZ” e “A CASA DAS ROMÃS”, além de seu único romance “O RETRATO DE DORIAN GRAY”, conquistou sua fama através de suas obras para o teatro e o modo escolhido de expressão literária foi a sátira de costumes, uma forma que lhe permitia exibir seu estilo e suas crenças estéticas, bem como seu domínio sofisticado sobre a vida intelectual e a literatura de sua época. É inegável a presença da sátira na maioria de suas peças, entretanto não se pode deixar de observar a extensão pelo qual o Esteticismo moldou a estrutura dramática bem como os temas de suas peças.

Wilde defendia amplamente através de sua produção as teses do movimento: a função primordial da arte seria a de criar beleza e harmonia, e não apresentar de forma principal uma mensagem social ou moral. Frequentemente, citava uma máxima proferida pelo poeta do romantismo inglês, John Keats (1795-1821) – “A Beleza corresponde à Verdade e a Verdade é bela” – como sendo o marco inicial do movimento estético, um verdadeiro renascimento das artes.

SALOMÉ drama poético, escrito em 1892 em francês por Oscar Wilde e traduzido para o inglês em 1894, por Lorde Alfred Douglas, para ser representado por Sarah Bernhardt, em Paris. João Batista, um profeta muito popular, está encarcerado na masmorra do palácio de Herodes Antipas por denunciar a corrupção e a imoralidade na corte. Ele é desejado por Salomé, criada na corte do tio, Herodes Antipas. Porém João Batista a repele com desgosto e recomenda que ela se redima de seus pecados. Em uma festa no palácio, Herodes Antipas pede para que a sobrinha dance para ele. Entusiasmado com a performance e feliz por ter agradado os convidados ele se compromete em lhe dar uma recompensa, então fica estarrecido com o pedido de Salomé: a cabeça de João Batista, numa bandeja de prata.
Compre em Nossos Parceiros

Conheça mais sobre Oscar Wilde


(1854-1900)

Nascido em Dublin, Irlanda, viveu em Londres, a efervescente capital inglesa, entre escritores e figuras de destaque da época e enaltecido por importantes figuras literárias, como o dramaturgo George Bernard Shaw, o poeta norte-americano Walt Whitman e o escritor francês Stéphane Mallarmé. Tornou-se uma pessoa indispensável e comentada em todos os eventos sociais e círculos intelectuais.

Embora bem conhecido, Wilde recebeu pouco reconhecimento pela sua obra durante anos até à estreia de “O Leque de Lady Wildermere” que consolidou a sua fama como dramaturgo a partir de 1892. O simulacro, o homem e o seu retrato eram a maneira que o autor utilizava para relacionar-se com o mundo, mas o período do seu sucesso foi extremamente curto.

Condenado a dois anos de trabalhos forçados, após um desastroso processo contra o Marquês de Queensberry, Wilde mudar-se-ia da Inglaterra em 1897, após todas as suas peças teatrais serem retiradas de cartaz e a sua produção literária ser recolhida das livrarias. Em França, adotou o pseudônimo de Sebastian Melmoth e, na companhia de Robert Ross, publicou “A Balada do Cárcere de Reading” e “A Alma do Homem sob o Socialismo”, as suas últimas produções literárias. Logo após, fixou residência em Paris, onde corrigiu e publicou “Um Marido Ideal” e “A Importância de Ser Constante”, demonstrando que encontrava-se no comando de si e de todo o seu talento literário. Todavia recusou-se a escrever qualquer novo material, declarando que “posso continuar a escrever, mas perdi a satisfação para tal”.

A 30 de novembro de 1900, Wilde, empobrecido, esquecido e doente, veio a falecer num quarto do Hôtel d’Alsace, em Paris. Como legado, deixou-nos uma obra admirável, representada por diversos contos, um romance, inúmeras poesias e peças teatrais que até hoje são encenadas.



Do mesmo autor



EDITORA LANDMARK LTDA.
Rua Alfredo Pujol, 285 - 12º andar - Santana - 02017-010 – São Paulo - SP - Brasil
Tel.: +55 (11) 2711 2566 / 2950 9095

[email protected]