Teatro Completo - Volume I


   Edição Bilíngue
 
 
Neste primeiro volume da coleção são apresentadas quatro das peças escritas por Oscar Wilde: “Vera, ou os Niilistas”, “A Duquesa de Pádua”, “O Leque de Lady Windermere” e a “A Importância de Ser Constante”.

VERA OU OS NIILISTAS
“Vera, ou os Niilistas” é uma tragédia melodramática cuja ambientação ocorre na Rússia e foi a primeira peça que Wilde escreveu para teatro, estreiando no Reino Unido em 1880 e em Nova York em 1881. A obra, uma versão reescrita de “Romeu e Julieta”, com toques de “Macbeth”, ambas as peças escritas por William Shakespeare, apresenta momentos de brilhantismo, apresentando o movimento niilista na Rússia e a posição do socialismo da época. Vera trabalha na taberna de seu pai, situada ao longo de uma estrada para os campos de prisão da Sibéria quando um grupo de prisioneiros pára na taverna e Vera reconhece imediatamente seu irmão, Dmitri, como um dos prisioneiros. Ele lhe implora para que ela vá até Moscou juntar-se aos niilistas, um grupo de terroristas que está tentando assassinar o Czar, como forma de vingar a sua prisão.

A DUQUESA DE PÁDUA
“A Duquesa de Pádua” é uma peça de inspiração elizabetana, escrita no ano de 1883 no Hôtel Voltaire em Paris, para a atriz Mary Anderson. É um conto de vingança, assassinato, traição, amor e redenção no século 16, onde Guido Ferranti pretende vingar a morte de seus pais, entretanto, Guido é transformado pelo amor e terá a difícil missão de decidir se desiste de sua vingança ou se vive a sua grande paixão.

O LEQUE DE LADY WINDERMERE
O Leque de Lady Windermere é uma comédia, apresentada pela primeira vez em 22 de fevereiro de 1892 no St James Theatre, em Londres, que satiriza a moral da sociedade vitoriana. A história trata de Lady Windermere que tem um casamento feliz, até que uma fofoca da sociedade londrina a faz suspeitar da fidelidade de seu marido. Em busca de provas, ela comprova que Lorde Robert Windermere está dando frequentemente grande somas de dinheiro para a Sra. Erlynne. Irritada com a infidelidade do marido, ela pretende se vingar, cometendo adultério. Depois de descobrir o que realmente aconteceu e ainda traumatizada pelo abandono de sua mãe há mais de vinte anos, a Sra. Erlynne segue Lady Windermere e tenta convencê-la a voltar para seu marido, pois tudo não passou de um grande engano, sacrificando-se a si mesma e sua reputação a fim de salvar o casamento de Lady Windermere.

A IMPORTÂNCIA DE SER CONSTANTE
A Importância de Ser Constante é uma comédia que estreou em 14 de fevereiro de 1895 no Teatro St. James, em Londres. Situada na Inglaterra durante a era vitoriana, o humor da peça encontra-se na manutenção de identidades fictícias dos personagens para escapar das indesejadas obrigações sociais. Jack Worthing é um homem solteiro e rico, que possui um irmão imaginário chamado Constante. Ele utiliza este nome para ir até a cidade e agir de forma imprudente sem se preocupar com as consequências de seus atos. Em uma de suas idas à cidade ele se apaixona por Gwendolyn Fairfax, porém sua mãe, Lady Bracknell, desaprova o relacionamento por não conhecer a origem da família de Ernest. Jack quando bebê fora abandonado e um homem muito gentil o criou, deixou-lhe uma fortuna e a tutela de Cecily Cardew. Aproveitando a ausência de Jack, seu melhor amigo Algy Moncrieff utiliza de seu amigo imaginário Constante para conhecer Cecily e eles se apaixonam; é quando Jack chega, seguido por Gwendolyn e Lady Bracknell. Assim os dois “Constantes” tem suas identidades reveladas. O livro foi adaptado diversas vezes para o cinema: em 1952, a primeira adaptação com direção de Antony Asquith, filho de H. H. Asquith, que como Secretário do governo na época, foi um dos autores das acusações de imoralidade para Wilde; em 2002, sob direção de Oliver Parker, com Colin Firth, no papel de Jack, Rupert Everett, como Algy, Judi Dench como Lady Bracknell. A Importância de Ser Constante marca o auge da carreira teatral de Oscar Wilde e marca também o seu declínio, pois foi em sua estreia que o Marques de Queensberry, pai de Alfred Douglas, amigo íntimo de Oscar Wilde, iniciou a sua empreitada contra o escritor.

TEATRO COMPLETO traz a produção teatral da vida do escritor Oscar Wilde, nome de um dos maiores autores da língua inglesa.

   Onde Comprar

 

   Autor

 

   Ficha Técnica

Amazon.com.br
Americanas.com
Editora Landmark
FNAC
Livraria Cultura
Livraria Saraiva
Livrarias Curitiba
WMF Martins Fontes
Submarino
Livraria da Travessa


 
   Oscar Wilde
 
Edição Bilíngue

ISBN 978-85-8070-005-3

Tamanho: 16cmx23cm

Páginas: 392   /   Peso: 530g

Preço da Capa:  R$31,00

Selo: Editora Landmark