O Primo Basílio


   
 
 
BREVE LANÇAMENTO

O PRIMO BASÍLIO foi publicado em 1878 e constitui uma análise da família burguesa urbana portuguesa do século 19. O autor, que já criticara a vida provincial em "O Crime do Padre Amaro", volta-se agora para a vida urbana das grandes cidades e da capital portuguesa, sondando e analisando o lar burguês aparentemente feliz e perfeito, mas com bases falsas e igualmente podres. A criação dessas personagens denuncia e acentua o compromisso de "O Primo Basílio" com o seu tempo: a obra funcionava como arma de combate social. A burguesia - principal consumidora dos romances nessa época - deveria ver-se no romance e nele encontrar seus defeitos analisados objetivamente, para assim poder alterar seu comportamento risível e fútil. Deste modo, as personagens de "O Primo Basílio" podem ser consideradas o protótipo da futilidade, da ociosidade daquela sociedade.

"O Primo Basílio" contém uma linguagem culta e extremamente correta, além de um vocabulário rico e irônico. A linguagem é rançosa, empolada e artificial, fruto das características do Romantismo Europeu. Impregna-se o texto de Eça de Queirós de uma plasticidade admirável e perfeita, sendo que os processos descritivos espaciais não são simples palcos em que se instalam os sujeitos do relato, integrando o caráter e o perfil das personagens.

   Onde Comprar

 

   Autor

 

   Ficha Técnica

A ser lançado em breve.

 
   Eça de Queirós
 


ISBN 978-85-8070-000-0

Tamanho: 16cmx23cm

Páginas: 0   /   Peso: 572g

Preço da Capa:  R$0,00

Selo: Editora Landmark